segunda-feira, 15 de agosto de 2016

             _   Eu sou Fabíola Guimarães  loira, alta, magra, de olhos azuis e mãos extremamente finas e longo nariz reto. 



            _    Tão fina quanto Manu Amaral uma das melhores amigas do meu  Que tem 28 anos de idade, mãos extremamente finas iguais às minhas e que eu abandonei  recém nascida a mando do meu marido que não iria gastar o seu rico dinheiro criando a minha filha com outro homem eu me vendi para ele eu fui fraca eu sou um monstro. Eu nunca dei um centavo aquela pobre senhora que criou a minha filha eu nunca deixei uma bolsa de leite na sua porta .



              _   Eu mereço a morte, sou tão covarde e vou ser castigada por isso.




domingo, 7 de agosto de 2016

       _   Eu sei que o meu pensamento está errado, você acha que quem está errado não sabe que está errado, sabe mais não admite porquê não quer abrir mão dá vantagem que ganhou impondo o seu ponto de vista. Eu disse que sou assim não disse que estou certa. Meus seios são fartos de leite que viraram pedra eu errei eu sei, tenho noção do meu castigo e sei que Deus não vai me perdoa por isso.



         _   Me deixe em paz consciência não me torture mais eu já sofro tanto por isso. Você acha que é fácil eu estou aqui juntando dinheiro fácil e é exatamente por isso que o meu marido me aceita pela minha fraqueza em aceitar todas às condições dele.




         _   Quando eu lembro do que eu fiz como eu tive coragem de entrar em casa, beijar o meu filho e trancar a porta como se nada tivesse acontecido "eu sou monstro mesmo consciência ".



       _   Tudo começou quando o meu filho era uma criança e ainda não entendia muito bem das coisas, mais eu sim me apaixonei por um homem pobre abandonei a casa e meu filho nem percebeu era muito novo, eu fiquei grávida de uma menina mais não aguentei um ano de pobreza meu esposo disse que me aceitaria de volta se eu desse um fim naquela criança e eu a abandonei na porta da casa de uma senhora.




     





segunda-feira, 1 de agosto de 2016

    _   Eu não quero perder toda a riqueza que eu tenho, o luxo que eu vivo fala mais alto que a verdade. Não eu não quero me revelar,  não quero aparecer e perder tudo o que eu conquistei com meu casamento, prefiro ficar de fora vou acompanhar tudo de longe um dia quem sabe quando o meu amor falar mais alto que o dinheiro.



     _   Te observar de longe é ver o meu passado inteiro  não quero falar mais nada os meus erros ecoam tanto na minha mente que eu sinto que vou ser descoberta a qualquer momento.



    _   Eu vou ir embora novamente, não posso deixar que alguém descubra o que eu fiz. Um dia eu vou contar tudo eu só preciso de um tempo para trocar às minhas jóias por cópias idênticas e abri uma conta secreta para esconder algum dinheiro no meu nome.